Entre em contato conosco

Automobilismo

Muita chuva e Toyota no Pódio, o saldo das 6 horas de Spa-francorchamps

Publicado:

em

Mesmo superada por carros da LMP 2 durante algumas voltas, Toyota encara muita chuva, bandeiras vermelhas, hipercarros rivais e vence em Spa.

Compartilhe esta publicação

Para muitas equipes as 6hs de Spa são muito mais que somente uma das etapas do FIA Wec. O circuito belga é na verdade um aperitivo do grande prato principal do campeonato de endurance da FIA, as 24hs de Le Mans. Afinal, aqui é a grande oportunidade para pilotos e equipes testarem seus carros e se prepararem para o grande show no circuit de La Sarthe.

Mas Spa também tem personalidade. Engana-se quem pensa que a prova vive à sombra de Le Mans, e Spa sempre faz questão de desafiar seus pilotos. Embora Spa não escolha seus vencedores, como o famoso ditado de Le Mans, ela pelo menos é seletiva, e gosta de castigar seus pilotos.

A etapa deste último sábado (07/05) queria provar aos pilotos que amadores não vencem em Spa. Uma chuva forte, somada a 3 interrupções da prova, tornou as 6hs de Spa 2022 uma corrida dramática e desafiadora tanto para pilotos, como para as equipes.

Start – TotalEnergies 6h of Spa Francorchamps – Circuit de Spa Francorchamps – Spa Francorchamps – Belgium –

 

Largada

A largada foi bem movimentada em Spa.

Mesmo largando na P3 e P4, os Toyotas #7 e #8 rapidamente subiram no grid e em poucas voltas já estavam ocupando as duas primeiras posições.

Aqui, o destaque ficou para os modelos GTs, que se empilharam na largada em direção à icônica curva Eau Rouge, chegando a ficar 3 carros lado a lado.

O Porsche #91 da Porsche GT Team perdeu um pneu traseiro no contato com outro carro, e conseguiu completar uma volta inteira sem o pneu até chegar aos pits e realizar a troca.

 

A bandeira ou a chuva?

Se você está se perguntando quem veio primeiro, então precisamos a resposta simples é: A bandeira vermelha.

Acontece que inicialmente a bandeira veio devido o acidente da Arc Bratislava (LMP2), porém uma chuva fina começou a atrapalhar a vida das equipes (e espectadores, claro). Começou assim, um longo e tedioso revezamento de bandeira vermelha e safety car, na expectativa por melhores condições da pista.

A chuva se intensificou muito e trouxe muitas dificuldades para os pilotos e equipes. Mesmo com o vai e volta do Safety car, as condições da pista eram extremamente desafiadoras para os pilotos.

A situação só melhorou mesmo após a metade da corrida, onde os pilotos começaram realmente a brigar por posições, mesmo com o Safety car interrompendo a prova uma ou outra vez.

Os números provam o drama dos pilotos e equipes ao longo da corrida:

1 Full corse Yellow (FCY) – Tempo total de 00:11:00

3 bandeiras vermelhas – Tempo total de 01:07:39

6 Safety cars – Tempo total de 01:08:27

#1 RICHARD MILLE RACING TEAM / FRA / Oreca 07 – Gibson / Lilou Wadoux (FRA) / Sebastien Ogier (FRA) / Charles Milesi (FRA) – TotalEnergies 6h of Spa Francorchamps – Circuit de Spa Francorchamps – Spa Francorchamps – Belgium –

 

LMH

A principal categoria da Wec ainda carece de um grid mais robusto e carros que realmente demonstrem a superioridade dos Hypercarros.

Em Spa, a LMH chegou até mesmo a ser superada pelos LMP2 durante muitas voltas, principalmente durante a chuva.

A pole foi do protótipo #708 da Glickenhaus, porém rapidamente perdeu a posição para a Toyota. Mas, pouco após a largada veio a surpresa: O  Toyora #8, pilotado por Sebastiem Buemi teve problemas e foi obrigado a abandonar a corrida.

O grid que já era pequeno, se resumiu somente a 3 carros, que durante a chuva chegaram até mesmo a perder a liderança para os LMP2.

Durante a corrida, a predominância do Toyora restante, o #7, foi absoluta. Mesmo quase 28s atrás, a Alpine do brasileiro André Negrão cresceu muito e conseguiu terminar a corrida na segunda colocação, parte disso se deve à estratégia de ter realizado uma parada a menos que seus rivais, já que foram somente 5 paradas, contra as 6 do Toyota e do Glickenhaus.

A Glickenhaus do brasileiro Pipo Derani acabou perdendo muitas posições e terminou na P9.

Mais uma vitória para o hibrido da Toyota, pilotado por Mike Conway, Kamui Kobayashi e Jose Maria Lopez.

#7 TOYOTA GAZOO RACING / JPN / Toyota GR010 – Hybrid / Hybrid – TotalEnergies 6h of Spa Francorchamps – Circuit de Spa Francorchamps – Spa Francorchamps – Belgium –

 

LMP2

A categoria mais numerosa do grid deu um show em Spa, chegando até mesmo a liderar a corrida em alguns momentos, à frente dos LMHs.

Logo no começo, os protótipos #31 e #9 travaram uma batalha pela P2. Uma forte colisão deixou o carro #44 da Arc Bratislava fora da corrida próximo ao final da primeira hora de prova. O acidente acabou deixando a prova toda em bandeira amarela.

Com pouco menos de 3hs de prova, 0 Oreca #31 da WRT assumiu a liderança no geral, deixando para trás inclusive os carros da categoria LMH.

Conforme a chuva parava e a prova se aproximava de seu final, os LMH da Toyota e Alpine assumiram a ponta, mas o carro da WRT conseguiu manter a P3, liderando na categoria LMP2.

Um acidente com o Oreca #9 da Prema Orlen Team  faltando 1h para o final da corrida, acionou a bandeira amarela (FCY) na prova.

Abrindo quase 43 segundos de diferença, o Oreca #31 da equipe WRT venceu a categoria, pilotado por René Rast, Robin Frijins e Sean Gelael.

#31 WRT / BEL / Oreca 07 – Gibson / Sean Gelael (IDN) / Robin Frijns (NLD) / Rene Rast (DEU) – TotalEnergies 6h of Spa Francorchamps – Circuit de Spa Francorchamps – Spa Francorchamps – Belgium – 

GTE PRO

Assim como a LMH, a categoria PRO dos GTs contou com um grid relativamente magro este ano em Spa.

Somente 5 carros disputaram a prova, e o acidente com o pneu do Porsche #91 da Porsche GT Team, praticamente acabou reduzindo o grid para 4 carros. Embora ainda estivesse na corrida, o Porsche #91 acabou caindo para ultimo lugar, e depois não conseguiu mais se recuperar.

Em compensação, o Duelo entre Porsche e Ferrari tomava forma nas 3 primeiras posições. A Ferrari #52 da AF Corse liderou boa parte da corrida, porém logo atrás dela a batalha entre o Porsche #92 da Porsche GT Team e a Ferrari #52 da AF Corse foram o ponto alto na ultima hora da corria.

O único Corvette do Gid, o #64 da Corvette Racing, se manteve estável na P4 durante a maior parte da prova.

Os 3 primeiros carros da categoria mantinham cerca de 2s de distância mesmo após quase 6hs de corrida, embaralhados no meio do grid dos próprios protótipos LMP2, a categoria superior.

O final dramático da categoria, terminou com a vitória da Ferrari 488 de número #51 da AF corse, pilotada por James Calado e Alessandro Pier Guidi.

 

GTE AM

A categoria AM contou com um grid bem maior, dada a flexibilidade das regras para seus pilotos.

Com um total de 13 carros, a categoria amadora da Wec adiciona o bólido Aston Martin Vantage AMR à briga.

Muito longe de ser tediosa, sobretudo nas primeiras posições, a prova trouxe uma participação vigorosa dos modelos da Aston Martin, sobretudo os carros #33 e #98 da TF Sport e Nothwest AMR respectivamente.

Mesmo com  Porsche #77 da Dempsey – Proton racing na liderança, os 3 carros mantiveram a disputa mesmo após 6 horas de corrida, terminando com menos de 4 segundos de diferença entre eles.

Se a Ferrari brilhou na GT PRO, aqui na AM a Porsche deu seu troco e subiram ao pódio os pilotos do carro #77, Christian Ried, Sebastian Priaulx e Harry Tincknell.

46 TEAM PROJECT 1 / Porsche 911 RSR – 19 – TotalEnergies 6h of Spa Francorchamps – Circuit de Spa Francorchamps – Spa Francorchamps – Belgium –

Resultado

Compartilhe esta publicação