Entre em contato conosco

Automobilismo

“Get in there, Lewis!”

Publicado:

em

Como Lewis Hamilton se tornou o maior da Fórmula 1

Compartilhe esta publicação

No último domingo (25), Lewis Hamilton chegou à oitava vitória no campeonato de 2020, mas ainda mais importante, o britânico conquistou a 92ª vitória na carreira dentro da categoria. Marca que o torna o maior vencedor da história da Fórmula 1.

Duas semanas antes, na Alemanha, Hamilton já havia conseguido um feito, se igualar ao até então líder no número de vitórias, Michael Schumacher, eram 91 vitórias para cada. Quinze dias depois Hamilton ultrapassou um dos maiores (e um dos melhores) e se tornou o maior.

Lewis hoje com 92 vitórias entre para celebre hall de recordistas em número de vitórias que tem nomes como Ayrton Senna, Alan Prost, Jackie Stewart, além de Schumacher.

Foto: Mercedes AMG

Mas se hoje Lewis tem muitos recordes e seis campeonatos mundiais é porque contou com muito apoio da família, principalmente do pai, Anthony Hamilton, que chegou a trabalhar em quatro empregos diferentes ao mesmo tempo para permitir que Lewis pudesse competir no kart.

“Tudo que eu queria para Lewis era que ele tivesse um emprego decente, uma boa vida, e fosse uma boa pessoa. Tudo o que aconteceu foi um bônus. Estou extremamente orgulhoso por ele ter um trabalho incrível e ter se tornado um grande ser humano”, declarou Anthony Hamilton.

Foto: Getty Images

Talentoso desde pequeno, o piloto logo foi apadrinhado por Ron Dennis, então dirigente da McLaren. E 13 anos depois, foi pela mesma McLaren que Hamilton conseguiu a primeira vitória, no GP do Canadá de 2007. Obstinado, o britânico enfrentou de igual para o igual o bicampeão Fernando Alonso, e já na segunda temporada no esporte, Lewis conquistou o primeiro título mundial, no GP do Brasil, em disputa eletrizante com Felipe Massa.

Entre 2009 e 2012 Hamilton seguiu vencendo corridas e em 2013, tomou a decisão, vista por muitos como arriscada, de deixar a McLaren e ir para a Mercedes, que naquela época estava longe de ser a grande vitoriosa alemã que é hoje. Mas Lewis acreditava nos planos de Niki Lauda. A aposta deu mais que certo.

Foto: Getty Images

Em 2014 veio o segundo título mundial, primeiro com a Mercedes. Em todos esses anos na equipe alemã, Lewis só não venceu o campeonato em 2016, quando o então companheiro de equipe, Nico Rosberg o superou.

Uma crescente Ferrari desafiou Hamilton, mas o britânico mostrou versatilidade. Em 2017 Lewis se igualou a Vettel com o quarto título mundial. Em 2018 os dois protagonizaram uma disputa intensa, que culminou no quinto título do britânico. Em 2019 veio o sexto título, mas uma vez mostrando que trabalho duro e dedicação são fundamentais para ser campeão.

Enquanto muitos espectadores e fãs da categoria destacam que Lewis tem o melhor carro, muitos companheiros da categoria exaltam as habilidades do piloto.

“Estou muito feliz por ele, eu acredito que ele mereceu cada vitória, e os números falam por si só. Eu tenho certeza que ele vai chegar a 100, eu mandei uma mensagem para ele antes da corrida falando para ele conseguir a 92, então tenho certeza que ele vai conquistar ainda mais, e não acho que você possa elogiá-lo o suficiente”, disse Sebastian Vettel

“Eu penso que é incrível o que ele conquistou nesse esporte. Ele tem sido extremamente consistente ao longo dos anos e só tenho que parabeniza-lo”, falou Charles Leclerc.

“Eu tenho muito respeito por Lewis, 92 vitórias é enorme. Ganhar tudo isso é fenomenal. Parabéns para ele”, comentou Daniel Ricciardo.

Em Nürburgring o próprio britânico já havia declarado que “eu tenho um bom carro, mas é preciso saber pilotar” em entrevista após a vitória 91. Lewis é dedicado, estuda religiosamente cada pista, e construiu uma parceria vitoriosa na Mercedes baseada no combo velocidade na pista e trabalho duro com os engenheiros.

Foto: Mercedes AMG via Twitter

Do Canadá em 2007 à Portugal em 2020, Hamilton conquistou bem mais que 92 vitórias. Ele detém o recorde de:

  • Maior número de poles: 97
  • Maior número de vitórias largando na pole: 57
  • Maior número de pódios: 161
  • Maior número de vitória em um mesmo GP: 8 no GP da Hungria
  • Maior número de vitória em casa: 7 no GP da Grã-Betanha
  • Maior número de corridas lideradas: 158

Além desse Hamilton é dono alguns outros números na Fórmula 1, mas ainda pode conquistar mais, como o de número de Grandes Prêmios disputados, Kimmi Raikkonen lidera com 325 corridas, Lewis disputou 262. Número de voltas mais rápidas, Schumacher lidera com 77, Hamilton tem 52.

Mas se existe uma conquista que está muito perto de acontecer é se igualar a Schumarcher no número de títulos mundiais. O alemão tem sete, Hamilton seis, porém o sétimo título pode ser conquistado antes do fim do campeonato de 2020, se tudo der certo, o britânico será o mais novo heptacampeão no Grande Prêmio da Turquia. E mais, se renovar e seguir na Fórmula 1, Lewis poderá passar Michael e ser o maior vencedor de campeonatos mundiais.

Compartilhe esta publicação