Entre em contato conosco

Indy

Hélio Castroneves vence a 105ª edição das 500 Milhas de Indianápolis

Publicado:

em

O brasileiro se junta ao grupo seleto de pilotos com quatro vitórias nas 500 Milhas de Indianápolis, com A.J. Foyt, Al Unser e Rick Mears

Compartilhe esta publicação

É TETRA, É TETRA, É TETRA, É TETRA! Hélio Castroneves vence pela quarta vez na carreira as 500 Milhas de Indianápolis (2001, 2002, 2009 e 2021) e crava novamente seu nome na história da IndyCar Series, se juntando a grandes nomes como A.J. Foyt, Al Unser e Rick Mears, todos com quatro vitórias nesta que é a maior corrida do automobilismo norte-americano.

Importante destacar que esta foi a primeira vitória da equipe Meyer Shank Racing na categoria, batendo de frente com Chip Ganassi e Penske, que também estavam na luta pelo título da prova nas últimas voltas com Alex Palou (P2) e Simon Pagenaud (P3).

Em termos de campeonato, Palou tira Dixon da líderança, somando 248 pontos contra 212 do hexacampeão. Pato O’Ward que foi quarto colocado neste domingo, segue os rivais de perto com 211 pontos, seguido de Pagenaud com 201 e Rinus Veekay com 191.

Vídeo: Facebook IndyCar Series

Resumo – Indy 500

O pole position Scott Dixon foi ultrapassado por Colton logo na largada, sendo superado em seguida por Veekay. Destaque para Will Power, que em um péssimo final de semana, quase tomando o caminho de casa no bump-day, ganhou 5 posições entre a curva 1 e 2 na primeira volta.

A bandeira amarela crucial para a estratégia dos pilotos, veio na volta 34 quando Stefan Wilson perdeu o controle do carro e rodou na entrada dos boxes. Na volta anterior, Dixon e Alexander Rossi fizeram a primeira parada mas o motor de ambos morreu, fazendo com que perdessem uma volta em relação ao líder.

Na volta 46, Will Power que vinha ganhando terreno após largar do fundo do grid, foi penalizado por não manter o ritmo atrás do safety-car.

A segunda bandeira amarela foi acionada na volta 119, causada por Graham Rahal que não teve o pneu traseiro esquerdo preso corretamente.

Simona de Silvestro, que retornou a Indiana para defender as cores da Paretta Autosport, equipe formada unicamente por mulheres, abandonou a prova quando ocupava a 22ª posição.

A disputa nas últimas voltas estava focada em Castroneves, Palou e O’Ward. No fim o mexicano ainda foi ultrapassado por Pagenaud, que completou o top-3 da prova.

Também carregando a bandeira brasileira, Tony Kanaan foi um dos pilotos com a estratégia prejudicada na primeira bandeira amarela, recebendo então a bandeira quadriculada na décima posição. Pietro Fittipaldi que fez sua estreia na Indy 500, foi o vigésimo quinto colocado.

Vídeo: Facebook IndyCar Series

Após as 500 Milhas de Indianápolis, os olhares dos fãs se voltam para a rodada dupla no circuito de rua de Detroit, nos dias 12 e 13 de junho.

Texto de Sam Henck e Vinicius de Oliveira

– Imagem destacada: Marco Carvalho

Compartilhe esta publicação