Entre em contato conosco

Motor

Larson leva a Hendrick motorsport à vitória em Charlotte

Publicado:

em

Compartilhe esta publicação

Assistir à Coca-Cola 600 da Nascar cup Series neste último domingo (30) trouxe uma sensação diferente, e um pouco difícil de descrever. Uma emoção adicional, talvez, mesmo assim difícil de explicar. Seria o sentimento pelo ritual de homenagens feito antes da corrida pelo memorial day? Ou quem sabe a empolgação de quem acabara de ver Hélio Castroneves vencer as 500 milhas da Indy? Ou ainda a emoção de ver as arquibancadas cheias, praticamente sem nenhuma pessoa usando mascara? Sim, os USA venceram o vírus e a boa e velha Nascar estava de volta, diante de nossos olhos.

Foto: Divulgação Nascar

A prova em si também não era das mais fáceis. Afinal, a etapa de Charlotte tem 600 milhas e é uma das corridas mais longas da temporada, quase um endurance. O circuito do estado da Carolina do Norte nos trouxe uma prova atípica, dividida em 4 estágios ao invés de 3 como é a tradição da Nascar. Um total de 400 voltas divididas em 100 voltas por estágio, e mais uma parada para homenagem ao memorial day no meio da corrida entre os estágios 2 e 3.

Some a isso tudo o horário da corrida, com largada às 18:30 local (19:30 horário Brasília), a maior duração desta corrida levaria os pilotos e equipes a muitas voltas noturnas, com o asfalto mais frio e um desafio adicional à aderência dos pneus e à estratégia da corrida.

Foto: Divulgação Nascar

 

Stage 1

Na primeira fila tínhamos Kyle Larson (#5) e (#47), mas foi Larson quem saiu na frente e dominou praticamente todo estágio. A troca de pneus aconteceu aproximadamente com 50 voltas, exatamente no meio do estágio, ainda em bandeira verde. O abastecimento também foi feito na parada já que o combustível dos carros durava aproximadamente 65 voltas nas condições de Charlotte.

Kyle Bush (#18) veio “comendo pelas beiradas” ao longo de todo estágio e ganhou diversas posições, terminando em um excelente P5. A vitória de Larson (#5) veio de forma quase que automática após seu ótimo  desempenho no estágio.

Pausa na Nascar para entrada do emocionante áudio de agradecimento do piloto Hélio Castroneves, que a poucas horas atrás havia vencido as 500 milhas de Indianapolis pela quarta vez.

Foto: Divulgação Nascar

 

Stage 2

Kyle Busch (#18) ganhou mais posições na parada dos pits entre os estágios, e após largada Larson (#5) continuava na liderança. Porém, bastaram algumas volta para Chase Elliott (#9), que já pressionava Larson a muitas voltas, assumir a liderança.

Kurt Busch (#1) teve problemas com seu motor e recolheu para a garagem na metade do estágio, momento em que os demais pilotos começam a parar nos pits para troca de pneus e abastecimento, ainda em bandeira verde. Larson (#5) e Elliott (#9) entraram nos pits lado a lado, e a decisão pela liderança ficaria nas mãos dos mecânicos durante o trabalho de pit, e foi exatamente Larson quem se deu melhor e recuperou a liderança.

Próximo ao fim do estágio, Kurt Busch (#1) conseguiu retornar e bastou uma bandeira amarela para a Nascar…ser a Nascar. Com a amarela, os pilotos vieram todos para os pits, mas alguns trocaram somente dois pneus e saltaram muitas posições, como Joey Logano (#22) que ganhou 7 posições.

Embora Danny Hamlin (#11) tenha liderado a relargada, a estratégia de troca de somente 2 pneus o tornou uma presa fácil para Elliot (#9) que recuperou a liderança após poucas voltas. Mesmo, assim, nada podia parar Larson (#5) de recuperar a liderança e faturar a vitória dos segundo estágio do dia. Kyle Larson (#5)vencia o estágio 2.

Foto: Divulgação Nascar

 

Stage 3

O estágio 3 começa com uma bonita homenagem ao memorial day, com todos os carros alinhados em fila nos pits fazendo 1 min de silêncio.

É noite quando a relargada acontece, e mesmo com Larson (#5) ainda na liderança, Byron (#24) já iniciava uma forte pressão sobre ele. A briga entre os dois seguiu por quase todo terceiro estágio, até o momento que Ryan Newman (#6) bateu no muro e acionou uma bandeira amarela faltando somente 5 voltas.

Aqui, era nítido que os pilotos estavam guardando o melhor para o estágio final, então este terceiro estágio acabou fechando em bandeira amarela, com mais uma vitória de Kyle Larson (#5).

Foto: Divulgação Nascar

 

Final stage

No estágio final, Kyle Bush (#18) ganhou 1 posição nos pits, o que foi mais que suficiente para coloca-lo na primeira fila brigando pela liderança com Larson (#5).

Enquanto Larson (#5) disparava na liderança, a disputa mais emocionante da corrida acabou se formando pela P2, entre Byron (#24), Busch (#18) e Elliott (#9), que durante muitas voltas disputaram a posição do jeito que os fãs da Nascar mais apreciam, com direito a fechada no muro e bumps.

Mais no Final do estágio, Elliott (#9) assume o segundo lugar e deixa Busch (#18) e Byron (#24) para trás brigando pela P3. Enquanto a Larson (#5), continuava na liderança com absoluta tranquilidade até levar a bandeira quadriculada e levar a Hendrick Motorsport à sua 269ª vitória, um marco histórico que a tornou a equipe com ao maior número de vitórias na Nascar.

Resultados de Charlotte:

1 5 United States Kyle Larson Chevrolet 400 3:58’45.292 327 70
2 9 United States Chase Elliott Chevrolet 400 3:58’55.343 10.051 10.051 22 60
3 18 United States Kyle Busch Toyota 400 3:58’55.520 10.228 0.177 1 54
4 24 United States William Byron Chevrolet 400 3:58’55.801 10.509 0.281 19 58
5 48 United States Alex Bowman Chevrolet 400 3:58’56.839 11.547 1.038 5 43
6 3 United States Austin Dillon Chevrolet 400 3:59’01.759 16.467 4.920 1 41
7 11 United States Denny Hamlin Toyota 400 3:59’02.689 17.397 0.930 3 36
8 17 United States Chris Buescher Ford 400 3:59’02.891 17.599 0.202 32
9 8 United States Tyler Reddick Chevrolet 400 3:59’03.949 18.657 1.058 6 42
10 4 United States Kevin Harvick Ford 400 3:59’08.801 23.509 4.852 40
11 2 United States Brad Keselowski Ford 400 3:59’09.695 24.403 0.894 6 26
12 47 United States Ricky Stenhouse Jr. Chevrolet 400 3:59’09.930 24.638 0.235 27
13 12 United States Ryan Blaney Ford 400 3:59’14.223 28.931 4.293 2 24
14 23 United States Bubba Wallace Toyota 400 3:59’14.396 29.104 0.173 25
15 99 Mexico Daniel Suarez Chevrolet 398 3:58’50.950 2 Laps 2 Laps 22
16 43 United States Erik Jones Chevrolet 398 3:59’00.855 2 Laps 9.905 21
17 22 United States Joey Logano Ford 398 3:59’04.226 2 Laps 3.371 20
18 21 United States Matt DiBenedetto Ford 398 3:59’08.003 2 Laps 3.777 2 19
19 7 United States Corey Lajoie Chevrolet 398 3:59’09.286 2 Laps 1.283 18
20 34 United States Michael McDowell Ford 398 3:59’11.776 2 Laps 2.490 17
21 41 United States Cole Custer Ford 397 3:58’52.476 3 Laps 1 Lap 16
22 10 United States Aric Almirola Ford 397 3:58’57.456 3 Laps 4.980 15
23 14 United States Chase Briscoe Ford 397 3:58’57.685 3 Laps 0.229 14
24 20 United States Christopher Bell Toyota 397 3:58’57.971 3 Laps 0.286 3 13
25 38 Anthony Alfredo Ford 397 3:59’12.717 3 Laps 14.746 3 12
26 37 United States Ryan Preece Chevrolet 397 3:59’15.099 3 Laps 2.382 11
27 6 United States Ryan Newman Ford 396 3:59’12.423 4 Laps 1 Lap 10
28 77 United States Justin Haley Chevrolet 395 3:58’47.026 5 Laps 1 Lap
29 19 United States Martin Truex Jr. Toyota 391 3:59’14.634 9 Laps 4 Laps 12
30 53 United States Cody Ware Ford 389 3:59’03.101 11 Laps 2 Laps
31 78 United States B.J. McLeod Ford 389 3:59’03.708 11 Laps 0.607
32 00 United States Quin Houff Chevrolet 389 3:59’05.200 11 Laps 1.492 5
33 15 Australia James Davison Chevrolet 388 3:59’06.629 12 Laps 1 Lap 4
34 51 United States Garrett Smithley Chevrolet 387 3:59’07.446 13 Laps 1 Lap
35 52 United States Josh Bilicki Ford 382 3:59’06.431 18 Laps 5 Laps 2
36 66 United States David Starr Ford 369 3:59’04.266 31 Laps 13 Laps
37 42 United States Ross Chastain Chevrolet 359 3:59’13.665 41 Laps 10 Laps 1
38 1 United States Kurt Busch Chevrolet 139 1:35’54.448 261 Laps 220 Laps
Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *