Entre em contato conosco

Motor

Kyle Larson vence em Sonoma – Um novo “Road Course King”?

Publicado:

em

Compartilhe esta publicação

Mais um fim de semana de Nascar, e mais um fim de semana de prova em circuito misto. Pois é, os circuitos mistos estão fazendo muito sucesso em 2021, mesmo com toda polêmica que os envolve. Goste você ou não dos mistos, uma coisa é certar: a Nascar não tem medo de ousar, não tem medo de mudar, e faz de tudo para agradar seu público, com muita variedade e emoção nas pistas.

Neste último domingo (06) a Nascar cup series viajou para a Califórnia, para o circuito de Sonoma. Dia dos pilotos da Nascar curtirem um bom Sauvignon Blanc no vale de Sonoma, uma das regiões famosas pela produção de bons vinhos nos USA. A Toyota/Save Mart 350 at Sonoma Raceway estava prevista com 20 voltas nos dois primeiros segmentos e 50 voltas no ultimo.

Foto: Divulgação Nascar

 

Sob o atento olhar da lenda da NBA Michael Jodan (que estava assistindo a corrida), os carros largaram tendo Kyle Larson (#5) e Chase Elliott (#9) na liderança. O circuito misto não abre muitas oportunidades para grandes mudanças de posição, mesmo assim tivemos boas disputas carro a carro, e Martin Truex Jr. (#19) ganhou varias posições o longo do estágio com ultrapassagens de encher os olhos, porém Larson (#5) dominava o segmento e Truex (#19) não conseguia ameaça-lo.

A curva 11 de Sonoma, um fechado Hairpin à direita (“grampo de cabelo”, ou simplesmente cotovelo), um dos pontos favoritos de ultrapassagem nessa pista, nos brindou neste primeiro estágio com muitas disputas. Na volta 11 tivemos a tradicional bandeira amarela de competição, mas sem grandes alterações nas posições.

Levando o restante do segmento na ponta do pé, Kyle Larson (#5) faturou a vitória.

Foto: Divulgação Nascar

 

No segundo estágio, Kurt Bush (#1) lidera na relargada seguido por Dibenedeto (#21), porém ainda teríamos muitas supressas pela frente. Começando com Willian Byron assumindo a liderança, e logo depois Larson (#5) retomando a P1 que era sua desde o estágio anterior.

Como nas últimas etapas, Kyle Larson (#5) já mostrava um carro muito acertado e faturava todas as disputas onde de posicionava.

Ricky Stenhouse Jr. (#47) sofre uma colisão com o muro ao realizar uma disputa por posição e um triwide, a bandeira amarela foi acionada. Os pits foram abertos e para a surpresa de todos os então lideres Larson (#5) e Truex Jr (#19), não param junto com os demais pilotos. O que chamava a atenção nos pits era o desempenho excepcional da equipe Hendrick motorsports, com os pits mais rápidos e com menor numero de erros na prova.

Joey Logano (#22) também se destacou neste estágio e terminou o segmento na segunda posição, enquanto a vitória ficou novamente com Kyle Larson (#5) com absoluta folga.

Foto: Divulgação Nascar

 

As 50 voltas do último estágio prometiam muito, e Kurt Bush (#1) sai novamente na frente após os pits, porém Chase Elliott (#9) se aproveita do famoso Hairpin na curva 11 para fazer sua ultrapassagem e assumir a ponta. E a história se repetiu uma vez mais neste segmento com Kyle Larson (#5) assumindo novamente a liderança.

A estratégia dos pits escondia algumas surpresas, como é comum na Nascar. Truex Jr. (#19) que estava em segundo, entrou primeiro nos pits em bandeira verde, o que deixou o terreno livre para Joey Logano (#22) assumir sua segunda posição, até o momento em que Larson (#5) também entrou nos pits, deixando Logano (#22) temporariamente como líder. Para piorar, a tática de Truex Jr. (#19) de parar antes, também custou a Larson (#5) o segundo Lugar. Logicamente, essa mudança nos brindaria com mais uma briga entre Truex e Larson pela liderança.

Mas Sonoma ainda reservava uma surpresa final: 4 bandeiras amarelas até o fim da corrida. A primeira acabou por ajudar alguns pilotos que ainda teriam mais uma parada pela frente, porém nada que afetasse diretamente os líderes, mas o desesperos dos pilotos por pneus novos transformou os pits em uma verdadeira selva. Logano (#22) saiu na liderança, mas apenas algumas voltas depois Larson (#5) já o ultrapassava, assumindo novamente a P1.

Faltando 15 voltas para o final, um novo acidente no Hairpin entre Byron (#24) e Harvick (#4) gerou uma segunda amarela. Byron (#24) foi obrigado a abandonar a prova por danos ao motor, enquanto Harvick (#4) foi obrigado a seguir com o carro sem o capo. Logano (#22) domina a relargada, é seu ponto forte, mas não conseguia segurar Larson (#5), Elliott (#9), que assumiram P1 e P2 respectivamente.

A terceira amarela foi envolvendo um acidente com Ryan Preece (#37) um pouco depois da relargada, então sem grandes oportunidades para mudanças de posições. A quarta e última amarela levou a corrida à prorrogação, com 3 ultimas voltas emocionantes pela liderança entre Larson (#5) e Elliot (#9), que a essas altura já haviam deixado Logano (#22) e Truex Jr. (#19) lá para trás na briga pela terceira posição.

Mas o vencedor de 3 provas em Sonoma não deu a menor chance para Elliott (#5), e assim Larson vencia a mais esta etapa da Nascar Cup Series e começa a ameaçar Elliott pelo título de “Road Course King“.

Foto: Divulgação Nascar

 

Resultados:

1. Kyle Larson
2. Chase Elliott
3. Martin Truex Jr
4. Joey Logano
5. Kyle Busch
6. Kurt Busch
7. Ross Chastain
8. Denny Hamlin
9. Alex Bowman
10. Ryan Blaney
11. Erik Jones
12. Daniel Suarez
13. Austin Dillon
14. Bubba Wallace
15. Brad Keselowski
16. Chris Buescher
17. Chase Briscoe
18. Corey LaJoie
19. Tyler Reddick
20. Cole Custer
21. Ryan Preece
22. Kevin Harvick
23. Matt DiBenedetto
24. Christopher Bell
25. James Davison
26. Scott Heckert
27. Aric Almirola
28. Michael McDowell
29. Josh Bilicki
30. Ben Rhodes
31. Anthony Alfredo
32. Garrett Smithley
33. Ryan Newman
34. Cody Ware
35. William Byron
36. Quin Houff
37. Ricky Stenhouse Jr

Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *