Entre em contato conosco

IMSA

IMSA retorna as ruas de Detroit

Publicado:

em

As ruas de Belle Isle Park voltam a receber os protótipos e GT’s do IMSA após dois anos sem sentir o cheiro de borracha queimada

Compartilhe esta publicação

No próximo final de semana, teremos a quarta etapa do IMSA WeatherTech SportsCar Championship, em Belle Isle Park – Detroit, inclusive circuito no qual a categoria de endurance dividirá as atividades de pista com a IndyCar Series.

Belle Isle Park já recebeu rodadas duplas das categorias, as mais recentes foram em 2017, 2018 e 2019 – voltando este ano para o calendário. O traçado contém 13 curvas e 2.35 milhas (3.780km) de pura emoção. Com os muros bem próximos, zonas de frenagem bruscas a retas rápidas, a pista se torna um desafio para os pilotos.

Imagem: IMSA

O circuito recebe o IMSA desde 2014, o primeiro ano da categoria. Os vencedores naquela ocasião foram os irmãos Ricky e Jordan Taylor, com a Wayne Taylor Racing, na classe principal dos protótipos. Já na GT Daytona (GTD) os vencedores foram Alessandro Balzan e Jeff Westphal, com a Scuderia Corsa.

Imagem: Racer (Divulgação)

Scott Dixon terá um conflito na agenda, já que disputa tanto o IMSA como a Indy. No restante da temporada, o neozelandês correu nas 24 Horas de Daytona e nas 12 Horas de Sebring, junto do ex-piloto de Fórmula 1, Kevin Magnussen, e o veterano do torneio de endurance, Renger Van der Zande.

Até então, o carro da Chip Ganassi não ganhou nenhuma prova. Em Daytona, vinham para brigar pela liderança contra o carro da Wayne Taylor Racing, mas um furo no pneu faltando menos de 10 minutos, tirou essa possibilidade da equipe. Em Sebring, vinham com um ritmo excelente de sua trinca, mas com uma hora para o fim da prova, acabaram se envolvendo em um toque com De Phillipi e sua BMW #25. Já em Mid-Ohio, nada fluiu bem, começando com uma punição para Kevin Magnussen logo no início. No final da corrida, com pequenas chances de vencer, Renger Van der Zande ainda teve de parar nos boxes uma última vez para abastecer.

Imagem: IMSA

Enquanto isso, os brasileiros Felipe Nasr e Pipo Derani também buscam a primeira vitória de 2021. Em Daytona, acabaram tendo problemas com sua caixa de câmbio, faltando 6 horas para receberem a bandeira quadriculada. Em Sebring se envolveram em um toque com o carro da Chip Ganassi e tiveram problemas na dianteira e traseira do carro, isso depois de terem liderados algumas voltas no início da prova. Em Mid-Ohio subiram ao segundo degrau do pódio.

Imagem: IMSA

Neste período a Wayne Taylor Racing já faturou duas vitórias, sendo elas em Daytona (24 horas de Daytona) e Mid-Ohio. Já a equipe de Tristan Vautier, Loic Duval e Sébastien Bourdais, a Mustang Sampling Cadillac DPi-VR, segurou uma vitória em Sebring (12 horas de Sebring), à frente do Mazda RT24-P de Harry Tincknell, Jonathan Bomarito e Oliver Jarvis.

Imagem: IMSA

No próximo final de semana, os fãs finalmente voltarão ao paddock para a rodada dupla do IMSA e da IndyCar Series. A última corrida do IMSA que recebeu fãs no paddock foi a edição de 2020 das 24 horas de Daytona. “Estamos muito animados para recebermos os fãs de volta em Belle Isle para vivenciar o grande prêmio de 11 a 13 de junho, com restrições a locais ao ar livre sendo suspensas no estado de Michiga;n”, declarou Michael Montri, presidente do Grande Prêmio Chevrolet Detroit.

Imagem: DBusiness Magazine

Texto de Davih Meyer

Compartilhe esta publicação