Entre em contato conosco

Motor

Thiago Camilo e Átila Abreu vencem a rodada dupla da Stock Car Pro Series em Cascavel

Publicado:

em

Apesar da vitória na corrida 1, Thiago Camilo ainda ocupa a oitava posição na tabela de classificação, 45 pontos atrás do líder

Compartilhe esta publicação

Final de semana de altos e baixos para Thiago Camilo em Cascavel, de um lado a vitória da corrida 1, do outro um acidente com Tuca Antoniazi no final da corrida 2. Átila Abreu quebra jejum e fatura primeira vitória da equipe novata na Stock Car Pro Series, a Pole Motorsport. Gabriel Casagrande é o destaque da rodada, conquistando dois pódios e saindo como o maior pontuador da etapa com 40 pontos.

Imagem: Duda Bairros

Resumo da corrida 1:
 
Antes mesmo da largada da primeira corrida, Nelson Piquet Jr. teve problemas em seu carro. Por conta de um vazamento de gasolina foi obrigado a ficar fora da prova. Thiago Camilo se manteve na frente de seu companheiro de equipe César Ramos, enquanto lá atrás Dudu Barrichello não teve um bom início e caiu da 21° para a 27° posição.
 
A briga pela segunda posição se desenrolava entre César Ramos e Júlio Campos, porém o piloto da Ipiranga manteve a posição e iniciou a perseguição ao líder. Após diversas disputas no meio do pelotão, Gaetano Di Mauro escapou e foi parar na grama na curva 0, caindo de 11° para 30°, o que prejudicou muito a corrida do piloto da KTF. Ricardo Maurício que vinha na quarta posição abandonou com problemas no carro #90; posteriormente foi constatado um problema no relê da bomba de combustível.
 
Dudu Barrichello vinha se recuperando muito bem durante a prova e protagonizou uma belíssima ultrapassagem em cima de Guilherme Salas, sem a utilização do push, assumindo então a 22° posição.
 
Na parte final da prova, Thiago Camilo trouxe de forma tranquila seu carro para receber a bandeira quadriculada, conquistar seu primeiro triunfo na temporada e sua trigésima terceira vitória na carreira. César Ramos e Gabriel Casagrande fecharam o pódio da corrida 1. Além da vitória, Camilo foi o dono da volta mais rápida.

Imagem: Duda Bairros

Resumo da corrida 2:
 
Com a inversão do grid entre os dez primeiros colocados da corrida 1, Bruno Baptista largou na ponta, seguido de Felipe Lapenna, Rafael Suzuki, Átila Abreu, Allam Khodair, Rubens Barrichello, Daniel Serra, Gabriel Casagrande, César Ramos e Thiago Camilo no top-10.
 
Dada a largada, Felipe Lapenna atacou Bruno Baptista na curva do bacião, mas sem sucesso. Logo após envolveu-se em uma disputa com Rafael Suzuki, mas acabou saindo da pista, tendo que frear para não acertar outros carros no retorno ao traçado. Por conta disso, o piloto da Hot Car caiu para o último lugar do grid.
 
Na terceira volta um acidente envolvendo Guga Lima obrigou a direção da prova a acionar o Safety Car. Após o piloto tentar ultrapassar Thiago Camilo, a suspensão de seu carro quebrou e foi lançado em direção ao muro de pneus. Apesar do problema, o representante da Vogel Motorsport saiu ileso.
 
Depois que a equipe de resgate retirou o carro de Guga Lima, o Safety Car saiu da pista para a relargada da prova. Baptista se manteve na frente, sendo seguido por Rafael Suzuki e Átila Abreu. Com uma briga constante entre os seis primeiros colocados, Rafael Suzuki soube utilizar melhor o push-to-pass para assumir a ponta. O domínio na P1 foi breve, até que teve de pagar um drive-through por conta do incidente com Lapenna.
 
As disputas pela primeira posição estavam fortes, Átila Abreu, Rubens Barrichello e Ricardo Zonta tiveram uma intensa batalha. Zonta ultrapassou Barrichello, e algumas voltas depois o piloto da Full Time deu o troco usando o push e assumindo novamente a terceira posição.
 
Vários pilotos foram para os pits, alterando diversas posições no grid. Na volta 15, Pedro Cardoso escapou e acabou atingindo uma placa de publicidade, deixando a pista com vários destroços. Na volta 17, Átila Abreu assumiu a liderança, Zonta e Casagrande vinham logo atrás. Restando poucos minutos para o fim, Lucas Foresti comete o mesmo erro que o fez perder a vitória no Velo Città, sendo então punido com um drive-through por ter utilizado o push na relargada. Dudu Barrichello que não tinha, até então, sofrido nenhum problema durante as duas corridas, acabou pegando o lado sujo da pista e rodando. Thiago Camilo, vencedor da primeira corrida, não teve muita sorte na corrida 2, acertou em cheio a traseira de Tuca Antoniazi, e com o carro danificado deu adeus às chances de pontuar na prova.
 
Zonta pressionou Átila até o fim da prova, a diferença chegou a ser de meio segundo entre os dois, porém o piloto do carro #51 soube trabalhar bem a distância e assim conquistar mais uma vitória em Cascavel. E não foi sua primeira vez, o paulista já havia vencido em 2018 e 2019. Com esse resultado se iguala a Marcos Gomes que também tem três vitórias na pista paranaense.

Imagem: Victor Euletério

A próxima etapa da Stock Car Pro Series está prevista para ocorrer em primeiro de agosto, no Autódromo Internacional de Curitiba.
 
Resultado da corrida 1:
 
1º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – 28 voltas em 31min29s964
2º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 1s113
3º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 4s186
4º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 5s355
5º – Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 6s206
6º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 8s276
7º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 10s037
8º – Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 11s479
9º – Felipe Lapenna (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 17s311
10º – Bruno Baptista (RCM Competições/Toyota Corolla) – a 19s462
11º – Beto Monteiro (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 21s707
12º – Gustavo Frigotto (RKL Competições/Chevrolet Cruze) – a 33s012
13º – Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – a 35s536
14º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 40s682
15º – Guga Lima (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 51s875
16º – Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
17º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
18º – Tuca Antoniazi (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
19º – Dudu Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 1 volta
20º – Pedro Cardoso (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
21º – Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 1 volta
22º – Christian Hahn (Blau Motorsport II/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
23º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 2 voltas
24º – Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 2 voltas
25º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 2 voltas
26º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 2 voltas
27º – Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 2 voltas
28º – Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 6 voltas
Não completaram
Gaetano Di Mauro (KTF Racing/Chevrolet Cruze)
Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze)
Sergio Jimenez (MX Piquet Sports/Toyota Corolla)
Nelson Piquet Jr. (MX Piquet Sports/Toyota Corolla)
 
Resultado da corrida 2:
 
1º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – 25 voltas em 31min25s779
2º – Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – a 1s383
3º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 3s945
4º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 4s625
5º – Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 7s727
6º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 9s280
7º – Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – a 10s692
8º – Gaetano di Mauro (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 11s351
9º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 11s673
10º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 12s818
11º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 14s188
12º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 15s017
13º – Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 15s242
14º – Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 20s176
15º – Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 20s398
16º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 21s533
17º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 21s704
18º – Christian Hahn (Blau Motorsport II/Chevrolet Cruze) – a 22s077
19º – Nelson Piquet Jr. (MX Piquet Sports/Toyota Corolla) – a 22s750
20º – Pedro Cardoso (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 26s647
21º – Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 28s035
22º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 28s349
23º – Gustavo Frigotto (RKL Competições/Chevrolet Cruze) – a 29s180
24º – Sergio Jimenez (MX Piquet Sports/Toyota Corolla) – a 35s115
25º – Dudu Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 36s365
26º – Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 53s627
27º – Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 1min02s470
28º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 2 voltas
29º – Felipe Lapenna (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 3 voltas
30º – Tuca Antoniazi (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 3 voltas
Não completaram
Beto Monteiro (Crown Racing/Chevrolet Cruze)
Guga Lima (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze)
 
Classificação do campeonato após cinco etapas:
 
1º – Daniel Serra – 160 pontos
2º – Gabriel Casagrande – 156
3º – Cesar Ramos – 143
4º – Ricardo Zonta – 141
5º – Diego Nunes – 128
6º – Átila Abreu – 127
7º – Rubens Barrichello – 121
8º – Thiago Camilo – 115
9º – Bruno Baptista – 111
10º – Denis Navarro – 108
11º – Guilherme Salas – 103
12º – Allam Khodair – 89
13º – Ricardo Maurício – 81
14º – Rafael Suzuki – 75
15º – Cacá Bueno – 65
16º – Gaetano Di Mauro – 65
17º – Matías Rossi – 52
18º – Julio Campos – 50
19º – Felipe Massa – 49
20º – Galid Osman – 45
21º – Marcos Gomes – 40
22º – Lucas Foresti – 36
23º – Pedro Cardoso – 30
24º – Beto Monteiro – 30
25º – Felipe Lapenna – 28
26º – Guga Lima – 23
27º – Christian Hahn – 22
28º – Tony Kanaan – 17
29º – Gustavo Frigotto – 15
30º – Sergio Jimenez – 14
31º – Nelson Piquet Jr. – 11
32º – Tuca Antoniazi – 4
33º – Max Wilson – 0

Texto de Gabriel Sousa

Compartilhe esta publicação