Entre em contato conosco

Automobilismo

Max Verstappen maximiza azar da Ferrari e vence na Espanha

Publicado:

em

Compartilhe esta publicação

Red Bull faz segunda dobradinha do ano e assume a ponta do campeonato de construtores

Um domingo quente em Barcelona foi palco de uma corrida como há muito tempo não se via em solo espanhol. Com Leclerc (Ferrari) na ponta e Verstappen (RBR) em segundo, o palco estava montado para mais uma disputa entre os jovens talentos.

Na largada, Leclerc fechou o rival e se manteve na ponta, enquanto o companheiro de equipe, Carlos Sainz largou mal e perdeu duas posições para George Russell (Mercedes) e Sergio Pérez (RBR). O espanhol conseguiu se segurar em frente a Lewis Hamilton (Mercedes) e o britânico acabou colidindo com Kevin Magnussen (Haas) que tentava ultrapassar o heptacampeão. Magnussen acabou indo para a brita, depois voltou para o traçado, e Hamilton foi lentamente se arrastando para os boxes com o pneu dianteiro esquerdo furado. Troca feita, Lewis voltou para a pista em 19º.

Na volta número 7, Sainz perdeu a traseira do carro devido a uma rajada de vento na curva 4 e acabou escapando da pista sem maiores danos, além da perda de oito posições. Verstappen foi outra vítima do vento na mesma curva, duas voltas depois. O atual campeão estava em segundo e acabou caindo para quarto, ficando atrás de Russell e Pérez.

Verstappen escapa na curva 4 – Imagem: F1 TV

Verstappen conseguiu passar o companheiro de equipe, mas na volta 13 começou uma batalha com o próprio carro, mais precisamente com o acionamento do DRS, enquanto tentava ultrapassar Russell. Na volta 24 os dois protagonizaram uma intensa batalha que acabou com o britânico ainda na frente.

Enquanto isso Leclerc foi ampliando a vantagem na liderança e parecia ter uma vitória tranquila garantida. Bom, isso até o motor do monegasco perder potência na volta 27 e o até então líder da corrida ter que abandonar.

Com Leclerc fora da prova Russell assumiu a liderança e Verstappen foi para a primeira parada para tentar passar Russell tendo um novo set de pneus.

Russell e Verstappen protagonizam batalha intensa por posições – Imagem: F1 TV

Já Hamilton que chegou a pedir para a equipe para abandonar a prova e salvar o motor, estava escalando o pelotão. Na volta 42 já era o sexto colocado, com ritmo igual aos dos carros do pelotão da frente. Na volta 49 ele parou, colocou pneus macios e na volta 58 ultrapassou Bottas por fora na curva 3 e duas volta depois ultrapassou Sainz pela quarta posição. Com duas voltas para o fim o britânico foi avisado pela equipe para tirar o pé pois eles haviam detectado algum problema com o motor e Sainz acabou retomando a posição.

Hamilton passa Sainz por fora – Imagem: F1 TV

Lá na frente, na volta 49 Pérez foi instruído pela equipe a deixar o companheiro passar e assumir a liderança da prova. Com isso Max Verstappen venceu em Barcelona e se tornou o líder do campeonato do mundial de pilotos pela primeira vez nesta temporada, com somando 110 pontos contra 104 de Leclerc.

“Foi um começo difícil, meu DRS não funcionando dificultou mais, mas foi um bom fim. Feliz com a vitória e feliz pelo Checo. Um grande resultado para a equipe”, destacou Max.

Checo Pérez não ficou satisfeito com a ordem da equipe, mas além de subir ao pódio pela primeira vez em um GP da Espanha, o mexicano ainda somou o ponto da volta mais rápida.

“Eu recebi muito apoio nesse final de semana. Estou muito feliz de estar no pódio do Grande Prêmio da Espanha pela primeira vez”, comentou Pérez

Red Bull comemora pódio duplo e máximo de pontos na Espanha – Imagem: Red Bull Racing

Já George Russell disse que estar no pódio se devia ao intenso trabalho da equipe nas fábricas.

“Estou orgulhoso de estar aqui. Essa conquista é para todos em Brackley e Brixworth. Satisfeito em levar um P3 para casa”, revelou Russell.

Quem também parecia muito feliz ao final da corrida pela primeira vez neste ano foi Hamilton. Depois de largar em sexto, colidir com outro carro e ir para o fim do pelotão, o sete vezes campeão parecia satisfeito com o que parece um passo na direção certa para a Mercedes depois de um início de temporada ruim.

“Eu estava mais de 30 segundos atrás do último lugar. Mas você tem que manter a cabeça erguida e continuar se esforçando. Disseram que eu poderia chegar em 8º e não parecia impressionante. Muito grato por poder voltar, grato pela equipe manter o foco e todo o trabalho incrível para nos levar a essa melhoria. O carro estava ótimo na corrida, esse ritmo está mais próximo dos melhores, o que é incrível”, declarou Lewis.

Terminaram ainda no top 10 Valtteri Bottas (Alfa) em 6º, Ocon (Alpine) em 7º, Norris (McLaren) foi o 8º a frente de Alonso (Alpine) o 9º e Tsunoda (AlphaTauri) foi o 10º.

Da Espanha a Fórmula 1 segue para Mônaco já no próximo domingo, 29 de maio.

Classificação final da corrida – Imagem: Fórmula

Compartilhe esta publicação