Entre em contato conosco

Automobilismo

Newgarden vence em Gateway e Pato O’Ward é o novo líder do campeonato

Publicado:

em

Newgarden agora sobe para a terceira posição na tabela com 413 pontos, enquanto Pato O’Ward lidera com 435

Compartilhe esta publicação

Josef Newgarden vence o Grande Prêmio de Madison, a última passagem da IndyCar Series em circuito oval na temporada 2021. Pato O’Ward sobe ao segundo degrau do pódio e assume a liderança do campeonato, já que Alex Palou e Scott Dixon ficaram pelo caminho e abandonaram a corrida; Will Power completa o top-3 na terceira posição.

Resumo da corrida

O caótico GP Bommarito Automotive Group 500 teve início agitado com Colton Herta pulando na ponta já na segunda volta, deixando a Penske de Will Power para trás. Marcus Ericsson aproveitou na largada e ultrapassou O’Ward, enquanto o até então líder do campeonato, Alex Palou, alcançava a 14ª posição, tendo em vista que largou em 21º em decorrência das punições por troca de motor. E por falar em punição, Takuma Sato queimou a largada e teve de devolver as posições ganhas.

A 13ª etapa em Gateway não poupou bandeiras amarelas! A primeira foi chamada logo na quinta volta com o enrosco entre Graham Rahal e Ed Jones, ambos abandonaram após o contato. O piloto da RLL não perdeu tempo para mostrar a frustração no rádio, “deixei uma sala de espaço para ele (Ed Jones)”. As esperanças de título para o #15 se encerram ali.

A prova seguia em amarela quando Dalton Kellett rodou e escorregou para a grama na 11ª volta. A bandeira verde não durou muito tempo, Newgarden e Pagenaud trouxeram a terceira amarela no 16° giro em Gateway. O toque entre os dois pilotos resultou na asa dianteira do francês quebrada, “ele virou em mim, ele virou em mim! Inacreditável”.

Mesmo com tantos incidentes na pista, Palou já conquistava a 11ª colocação enquanto Rossi roubava a P4 de Ericsson, Rinus Veekay fechava o top-10; o piloto holandês da Ed Carpenter largou em 23°.

Com a corrida rodando em bandeira verde, os pilotos passaram a enfrentar novos desafios e pôr as estratégias à prova, ou mudá-las, como fez Romain Grosjean que solicitou alterações nos pits. Josef Newgarden passou a reclamar no rádio da dificuldade que estava tendo para tentar ultrapassar. O desgaste dos pneus e a turbulência passaram a ser o foco dos pilotos.

Amarela! Na volta 57, Ed Carpenter perdeu o controle na curva 4 e foi de traseira no muro. Todos os pilotos, com exceção de Sebastien Bourdais, foram para o pit-stop. O francês levou o carro #14 da A.J. Foyt para a P1 e liderou por 18 voltas.

Se na volta de apresentação já havia fogo, na volta 65 então…Scott Dixon e Alex Palou provocaram um incêndio. Veekay perdeu o controle do carro na relargada e acertou Dixon, levando junto também Palou para o muro. O’Ward se salvou por pouco do acidente. A raposa da Chip Ganassi ainda conseguiu arrastar o carro até os boxes com a traseira danificada, já o carro de Palou teve que ser guinchado.

Alexander Rossi e Romain Grosjean tiveram uma relargada de respeito, o piloto da Andretti ultrapassava o companheiro Herta e Power, e o francês escalava o pelotão deixando Kanaan, Dalton, Daly, Harvey, McLaughlin e Hunter-Reay para trás.

O Ganassi #9 retornou à pista 80 voltas atrás dos líderes e não demorou muito para abandonar de vez no mesmo momento em que Colton Herta teve o eixo de transmissão danificado. Em menos de cinco voltas, a equipe Andretti perdeu dois pilotos que disputavam a vitória, considerando o abandono de Colton abandonou e o acidente de Rossi.

As disputas no meio do pelotão estavam a todo vapor com Grosjean mais uma vez mostrando as garras para descontar a volta que estava atrás do líder. Contudo, com 43 voltas para o fim de prova, o carro de Felix Rosenqvist precisou ser recolhido por falha mecânica.

As últimas voltas foram marcadas pelo pega entre Josef Newgarden e Pato O’ward. No fim o piloto Penske levou a melhor na corrida, acumulando mais 53 pontos na tabela de classificação. O mexicano somou mais 41 no campeonato e agora é líder com 10 pontos de vantagem sobre Alex Palou. Newgarden ocupa a terceira colocação na briga pela título e deixa Dixon em quarto, à frente do companheiro Ganassi, Marcus Ericsson.

“É uma vitória grande. Importante para o campeonato. Estamos sempre competindo, sempre trabalhando para ter um carro muito competitivo nessa reta final de campeonato”, disse Newgarden que agora acumula três vitórias no oval de Madison.

TOP-10 do Grande Prêmio de Madison:
P1 – Josef Newgarden #2 (Team Penske)
P2 – Pato O’Ward #5 (Arrow McLaren SP)
P3 – Will Power #12 (Team Penske)
P4 – Scott McLaughlin #3 (Team Penske)
P5 – Sebastien Bourdais #14 (A.J. Foyt)
P6 – Takuma Sato #30 (RLL)
P7 – Ryan Hunter-Reay #28 (Andretti Autosport)
P8 – Simon Pagenaud #22 (Team Penske)
P9 – Marcus Ericsson #8 (Chip Ganassi Racing)
P10 – Jack Harvey #60 (Meyer Shank Racing)

O próximo evento da Indy será o Grande Prêmio de Portland no domingo, 12 de setembro, no Portland International Raceway em Oregon. Restam apenas três etapas nessa temporada, todas em pistas de rua e em finais de semana consecutivos.

Texto de Sam Henck e Vinicius de Oliveira

– Imagens: Site IndyCar

Compartilhe esta publicação