Entre em contato conosco

Fórmula 1

Lewis Hamilton vence o GP da Inglaterra pela oitava vez

Publicado:

em

Compartilhe esta publicação

Hamilton vence em casa pela oitava vez – Fórmula 1

Um domingo de festa em casa para Lewis Hamilton (Mercedes). Apesar de vitória, o caminho até ela não foi um passeio no parque. O heptacampeão largou em segundo lutou com Max Verstappen (RBR), foi penalizado, perdeu três posições na parada no box e ainda assim, com três voltas para o fim fez a ultrapassagem final pela vitória, a de número 99 na carreira.

Como sempre, ao vencer agradeceu a equipe pelo esforço e bom trabalho do final de semana. Desceu do carro e foi comemorar com os fãs.

“Eu fiquei muito emocionado ao sair do carro. Temos os melhores fãs aqui. É um sonho vencer na frente de todos eles”, declarou o britânico.

Hamilton sobe no carro para comemorar a vitória 99 da carreira – Fórmula 1

Charles Leclerc (Ferrari) liderou a prova por mais de 40 voltas e teve um excelente desempenho durante todo o final de semana.

“Eu dei tudo que tinha, mas não foi o suficiente nas duas últimas voltas. Parabéns ao Lewis, ele fez um trabalho incrível. A equipe tem trabalhado incrivelmente bem. Estou muito orgulhoso deles”, revelou Leclerc

A festa na Mercedes foi dupla, com Valtteri Bottas completando o pódio.

“Minha fraqueza hoje foi a largada. Minha roda estava girando um pouco e isso tornou as coisas mais difíceis. Mas saímos deste final de semana com muitos pontos positivos para seguir em frente”, disse Bottas.

CORRIDA – Na largada tanto Hamilton quanto Verstappen tracionaram muito bem e disputaram a posição durante toda a primeira volta. Eles abriam a segunda volta quando Hamilton colocou pelo lado de dentro do holandês para fazer a ultrapassagem e quando chegaram na curva 1, os dois se tocaram e Verstappen acabou rodando e batendo forte na barreira de proteção.

Colisão tira Verstappen da corrida – Reprodução/F1 TV

A prova foi paralisada com um bandeira vermelha e todos os carros foram para o pit-lane enquanto o carro de Verstappen era recuperado. Foram cerca de 30 minutos de paralisação. Pelo incidente, Hamilton foi penalizado com 10 segundos.

A relargada foi feita parada com Leclerc largando na ponta e Hamilton em segundo. Lando Norris largou melhor que Valtteri Bottas e fez a ultrapassagem conquistando a terceira posição.

Sem Verstappen, todas as fichas da Red Bull estavam em Sergio Pérez. O mexicano largou do pit-lane porque trocou a asa traseira, a bateria e a central eletrônica. Na relargada era o 19º e seis voltas depois já era o 12º.

Enquanto isso Leclerc foi aumentando a vantagem em cima de Hamilton, até que na volta 16 o monegasco reportou problemas com o motor e viu Hamilton se aproximar. A Ferrari conseguiu solucionar o problema e Leclerc voltou a acelerar e se distanciar de Lewis.

Lando Norris teve problemas no pit stop, a roda traseira direita ficou presa e o britânico perdeu três posições, caindo de terceiro para sexto. Hamilton parou na volta 27, teve que pagar a penalização de 10 segundos e voltou à pista em quinto.

Quem também teve problemas no pit stop foi Carlos Sainz, que perdeu tempo também por conta de um pneu que demorou a sair.

Na volta 32, Hamilton ultrapassou Norris pela terceira posição e tinha agora o companheiro a frente. Nove voltas depois o heptacampeão era mais rápido e a equipe ordenou uma troca de posições, que foi fundamental para Hamilton poder buscar a vitória.

Ultrapassagem de Hamilton sobre Norris – Reprodução/F1 TV

Na volta 42 Sebastian Vettel foi obrigado a abandonar a corrida por problemas no carro.

Um dos destaques da corrida foi Daniel Ricciardo (McLaren) que segurou Sainz por mais de 10 voltas com o espanhol durante todo o tempo a menos de um segundo do australiano.

O top 10 teve Norris em quarto, Ricciardo em quinto, Sainz em sexto, Fernando Alonso (Alpine) em sétimo, Lance Stroll (Aston Martin) em oitavo, Esteban Ocon (Alpine) em nono e Yuki Tsunoda (AlphaTauri) em décimo.

Com a vitória, Hamilton diminui a vantagem de Verstappen no campeonato mundial para apenas oito pontos. Já no campeonato de construtores, a Mercedes agora está apenas quatro pontos atrás da Red Bull.

A Fórmula 1 volta daqui duas semanas para o Grande Prêmio da Hungria, o último antes das férias de verão da categoria.

Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *