Entre em contato conosco

Automobilismo

Lewis Hamilton vence GP da Emilia-Romagna

Publicado:

em

Emilia-Romagna

Mercedes é heptacampeã do mundial de construtores

Compartilhe esta publicação

O domingo gelado em Imola foi de muitas comemorações para a Mercedes. Com mais um pódio duplo e com Max Verstappen (Red Bull) abandonando a corrida, a equipe alemã garantiu antecipadamente o sétimo título do campeonato mundial de construtores, faltam ainda quatro corridas para o fim da temporada.

“É algo para estarmos orgulhosos. Temos um grupo que é incrível junto, tentamos ultrapassar os limites para alcançar novos níveis e conseguimos. Se permanecermos motivados e com energia, podemos conquistar ainda mais”, disse o chefe da equipe alemã, Toto Wolff.

Imagem: Mercedes

Na largada, o pole position Valtteri Bottas (Mercedes) se impôs e manteve a primeira posição, já Lewis Hamilton (Mercedes) perdeu a segunda posição para Verstappen, e foi ameaçado por Pierre Gasly (Alpha Tauri) e Daniel Ricciardo (Renault), que largaram em quarto e quinto respectivamente. Hamilton se segurou em terceiro, Ricciardo ultrapassou Gasly.

Com Bottas e Max fazendo o pit stop, o piloto britânico assumiu a ponta e adiou a parada no box para tentar ampliar a vantagem na pista. Com o safety car virtual causado por Esteban Ocon (Renault), Hamilton fez a parada com a liderança garantida.

“Hoje não começou como eu planejava, eu não sei o que aconteceu, eu não consegui ultrapassar o Max e meus pneus estavam super aquecendo ficando atrás dele. Quando ele e Bottas pararam eu pensei só vou conseguir fazer isso se eu forçar um pouco a estratégia e fiz boas voltas”, revelou Lewis.

Hamilton ainda teve que segurar Bottas na relargada, conseguiu a melhor volta e garantiu a nova vitória em 2020, a 93ª na carreira. Já Bottas, que ficou com um pedaço de outro carro preso no seu desde a segunda volta viu Max ultrapassa-lo e pouco depois o pneu do holandês estourou e o deixou fora da disputa. Com isso Bottas ficou com a segunda posição.

“Outro corrida sem sorte para mim. Em um ponto eu estava sobre muita pressão do Max e eu não consegui ser rápido o suficiente para me defender. Aquele pedaço preso causou danos e isso custou tempo. Não foi o meu dia. Feliz pela conquista (título da equipe)” revelou Bottas

“Estou muito orgulhoso da equipe aqui e de todos na fábrica, é um privilégio ser parte dessa equipe. Trabalhar com eles permitiu com que eu chegasse ao meu potencial completo. Quando eu me juntei à equipe, eu acreditava que era o lugar para estar. Trabalhamos duro para entender onde queríamos chegar e quais eram as limitações, e todo ano, mesmo tendo ganho múltiplos campeonatos, continuamos fazendo a mesma coisa. E acredito que podemos continuar por um bom tempo fazendo isso, mesmo com obstáculos pela frente”, afirmou Hamilton sobre a conquista do sétimo mundial de construtores.

Emilia-Romagna

Imagem: Mercedes

Com Max fora da corrida e Sergio Pérez (Racing Point) entrando para o pit stop, Daniel Ricciardo subiu para a terceira posição, ainda teve que segurar Kvyat (Alpha Tauri), e conquistou o segundo pódio do ano.

“Muito feliz com dois pódios em três corridas. Pérez era mais rápido, mas o Max teve o problema e o Pérez fez o pit. Eu achei que valia o risco e deu certo. Eu tinha um bom ritmo na corrida desde o começo e foi divertido”, relatou Ricciardo.

Emilia-Romagna

Imagem: Renault

Depois de uma volta brilhante na classificação no sábado, Pierre Gasly não teve um bom domingo. Antes mesmo da corrida, um problema foi detectado na Alpha Tauri do francês e os mecânicos trabalharam no grid para tentar corrigir. Parecia ter dado certo, até a volta 10, quando Gasly foi forçado a abandonar com um vazamento de fluido do sistema de resfriamento, que poderia prejudicar o carro para as próximas corridas.

“É difícil correndo em casa, até então o final de semana estava sendo ótimo. Tivemos que decidir por deixar a corrida. O carro estava indo bem, mesmo quando estava em quinto atrás do Daniel, eu cheguei a ser mais rápido”, lamentou o francês.

Azar de um lado, mas uma excelente corrida do outro na Alpha Tauri. Daniil Kvyat teve um excelente desempenho, e terminou em quarto, quatros segundos na frente da Ferrari de Charles Leclerc. Melhor resultado do piloto russo na temporada. A Alpha Tauri confirmou apenas Gasly para 2021, até o momento.

Sergio Pérez foi sexto, seguido das McLarens de Carlos Sainz em sétimo e Lando Norris em oitavo. A Alfa Romeo pontuou em dose dupla, com Kimmi Raikkonen em nono e Antonio Giovinazzi em décimo. É a primeira vez que a equipe italiana termina com os dois carros na zona de pontuação, sendo que Kimmi largou em 18º e Giovinazzi em vigésimo. Aliás, a equipe suíça anunciou esta semana que manterá os pilotos para a temporada de 2021.

Hoje parecia ser o dia em que George Russell (Williams) conquistaria o primeiro ponto na Fórmula 1. Isso até o britânico perder o carro quando seguia o carro de segurança e bater.

“O carro estava rápido este final de semana. Eu estava sendo agressivo desde o começo da corrida e queria continuar assim mesmo atrás do safety car. Eu acho que às vezes eu sou muito conservador nas corridas e eu queria fazer diferente, hoje eu achei meu limite”, lamentou Russell.

Nicholas Latifi da Williams foi 11º, ele e Russell seguem na equipe britânica para a próxima temporada. Sebastian Vettel (Ferrari) foi 12º, com Lance Stroll (Racing Point) em 13º, Romain Grosjean (Haas) 14º e Alexander Albon (Red Bull) o último.

Kevin Magnussen (Haas) foi forçado a abandonar por problemas na caixa de câmbio, que inclusive causaram dores de cabeça no piloto. Aliás o componente também foi o que causou a saída de Esteban Ocon (Renault) da corrida.

Emilia-Romagna

Imagem: Getty Images

A Fórmula 1 volta em duas semanas para o Grande Prêmio da Turquia, que pode ser o palco da conquista do heptacampeonato para Lewis Hamilton. Para que isso aconteça Hamilton precisa de uma vitória ou chegar em segundo com o ponto extra da volta mais rápida.

Classificação

Pilotos

1. Lewis Hamilton Mercedes 282 pontos
2. Valtteri Bottas Mercedes 197 pontos
3. Max Verstappen Red Bull Racing 162 pontos
4. Daniel Ricciardo Renault 95 pontos
5. Charles Leclerc Ferrari 85 pontos
6. Sergio Pérez Racing Point 82 pontos
7. Lando Norris McLaren 69 pontos
8. Carlos Sainz McLaren 65 pontos
9. Alexander Albon Red Bull Racing 64 pontos
10. Pierre Gasly Alpha Tauri 63 pontos
11. Lance Stroll Racing Point 57 pontos
12. Esteban Ocon Renault 40 pontos
13. Daniil Kvyat Alpha Tauri 26 pontos
14. Sebastian Vettel Ferrari 18 pontos
15. Nico Hulkenberg Racing Point 10 pontos
16. Kimmi Raikkonen Alfa Romeo 4 pontos
17. Antonio Giovinazzi Alfa Romeo 4 pontos
18. Romain Grosjean Haas 2 pontos
19. Kevin Magnussen Haas 1 ponto
20. Nicholas Latifi Williams 0 pontos
21. George Russel Williams 0 pontos

Construtores

1. Mercedes 479 pontos
2. Red Bull Racing 226 pontos
3. Renault 135 pontos
4. McLaren 134 pontos
5. Racing Point 134 pontos
6. Ferrari 103 pontos
7. Alpha Tauri 89 pontos
8. Alfa Romeo 8 pontos
9. Haas 3 pontos
10. Williams 0 pontos
Compartilhe esta publicação
1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: “Get in there, Lewis!” - Vai Que To Te Vendo “Get in there, Lewis!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.