Entre em contato conosco

Automobilismo

De último para primeiro na geral: Cacá Bueno e Ricardo Baptista vencem em Interlagos no Endurance Brasil

Publicado:

em

Dupla escala o pelotão para levar vitória geral na capital paulista pelo segundo ano seguido

Compartilhe esta publicação

Cacá Bueno e Ricardo Baptista venceram neste sábado (21) a segunda etapa do Endurance Brasil, disputada no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP). Em uma corrida atribulada e com algumas intervenções do Safety Car, a dupla do Mercedes AMG GT3 número 27, que largou da última posição, conseguiu ultrapassagens e tomou a ponta da prova entre os GT3 na terceira hora, avançando para a liderança geral já na última das quatro horas de corrida, garantindo a vitória apenas nos minutos finais.

O resultado faz com que a dupla, atual campeã da classe GT3, repita o desempenho de 2021, quando também levou a vitória geral no circuito da capital paulista. O triunfo deste ano, porém, veio de forma mais difícil: saindo da última posição por força de uma punição e com o carro mais pesado por conta de um lastro. Além disso, Cacá teve que economizar combustível no final enquanto via os rivais se aproximando.

Responsável pelos dois primeiros stints do Mercedes numeral 27, Baptista rapidamente escalou o pelotão, se colocando entre os dez melhores e escapando dos incidentes que causaram algumas bandeiras amarelas. Na metade final da prova, Cacá assumiu a pilotagem e tomou a liderança com uma manobra arrojada no final da reta dos boxes, tendo que conter uma manobra abrupta de um protótipo da classe P1.

Depois, um problema com o protótipo número 99 colocou a dupla na liderança geral. Mas o pentacampeão da Stock Car precisou economizar combustível na meia hora decisiva, e conter a aproximação do Porsche de Ricardo Maurício. Nos minutos finais, um estouro de pneu no carro do adversário valeu a vitória para Cacá Bueno e Ricardo Baptsita.

“O Ricardo (Baptista) fez uma corrida segura e entregou o carro onde tinha que estar. Tive alguns momentos tensos, o primeiro com o Leo Sanchez, onde eu vinha passando os dois e o P1 me espremeu, me jogando em cima do Leo. empenou a roda traseira, e aquele stint não foi bom. Mas no último eu estava muito rápido, fui muito bem”, iniciou Cacá.

“Com 34 minutos para o final, me avisaram que o combustível não iria dar. Coloquei no mapa de menos consumo e comecei a virar mais lento. Com dez voltas para o final, a equipe disse que a gente terminaria com dois litros no tanque, e me mandaram acelerar. Aí forcei o ritmo. O Ricardinho estava perto, mas controlei melhor. O furo de pneu dele foi providencial, pois eu tirei o pé, venci a corrida e terminei com seis litros no tanque”, completou Cacá, que tem os patrocínios de iCarros, Itaú, ACDelco, Red Bull, Paraflu e Grupo Souza Lima.

Ricardo Baptista também celebrou o primeiro lugar em Interlagos. “Foi uma vitória em que a gente trabalhou bastante, até inesperada na geral, já que a gente lutou muito pela categoria. Mas estou feliz por repetir essa vitória. Vamos pensar no campeonato e ver as próximas etapas como serão”, comentou o piloto.

A próxima etapa do Endurance Brasil está marcada para o dia 18 de junho, em local a ser definido.

Imagem: Vinicius de Oliveira

Via Assessoria de Comunicação

Compartilhe esta publicação