Entre em contato conosco

Automobilismo

Charles Leclerc impressiona e conquista a pole em Mônaco

Publicado:

em

Compartilhe esta publicação

O sábado em Mônaco foi de comemoração para o herói local, Charles Leclerc (Ferrari) conquistou a terceira pole consecutiva em casa em volta voadora. O monegasco garantiu a pole com 1:11.376.

“A segunda volta no Q3 acho que foi a melhor volta que já fiz em uma classificação. Estou muito, muito feliz”, comentou Leclerc.

A sorte da Ferrari veio temperada com um pouquinho de má sorte. Carlos Sainz foi o segundo mais rápido e garantiu a primeira fila para a equipe, mas o espanhol foi vítima da batida de Sergio Pérez (RBR). Sainz vinha para fazer o apex da curva 8, antes da entrada do túnel e a bandeira amarela não foi acionada rápido o suficiente para evitar que o espanhol batesse em Pérez, que acabara de bater na proteção. O incidente colocou fim à classificação.

“É uma pena, é o segundo ano que isso acontecesse, mas ao mesmo tempo é uma posição decente para a largada e um bom dia para a equipe”, disse Sainz.

Pérez e Sainz batem e bandeira vermelha coroa Leclerc – Imagem: F1 TV

Já Pérez vai largar em terceiro lugar, com o companheiro de equipe, Max Verstappen logo atrás em quarto.

“Aquela volta no Q3 foi uma bagunça, com pessoas não respeitando o delta e os pneus estavam muito frios, eu quase perdi o controle na curva 1, eu achei que os pneus aqueceriam ao longo da volta. Eu forcei demais”, declarou o mexicano.

Quem também bateu no Q3 foi Fernando Alonso (Alpine). O bicampeão bateu na curva 5, mas larga em sétimo.

“A volta de aquecimento não foi ideal e os freios estavam frios já na curva 1. Nas curvas 3 e 4 eu estava pensando se continuava forçando, porque eu não sentia que a preparação havia sido correta. Eu acabei freando tarde demais na curva 5, foi um erro estúpido”, relatou Alonso.

O top 10 tem ainda Lando Norris (McLaren) em quinto, George Russell (Mercedes) em sexto, Lewis Hamilton (Mercedes) em oitavo, Sebastian Vettel (Aston Martin) em nono e Esteban Ocon (Alpine) em décimo.

Q1 – a primeira etapa da classificação teve muito tráfego e a pista evoluindo rapidamente, com pilotos nas mais diferentes estratégias e as posições mudando a cada novo tempo marcado.

Yuki Tsunoda (AlphaTauri) acabou acertando a barreira de proteção na Nouvelle chicane e apesar de conseguir trazer o carro lentamente para os boxes, a sessão foi brevemente paralisada. E quando a pista foi liberada novamente, uma fila de carros já aguardava no pitlane.

Tsunoda bate a roda dianteira esquerda na entrada da Nouvelle – Imagem: F1 TV

Foram eliminados Alexander Albon (Williams) em 16º, Pierre Gasly (AlphaTauri) 17º, Lance Stroll (Aston Martin) 18º, Nicholas Latifi (Williams) 19º e Zhou Guanyu (Alfa Romeo) 20º.

Q2 – a segunda parte da classificação foi intensa assim como o Q1 e tempos de volta foram muito próximos. Não seguiram para a disputa do Q3 Tsunoda em 11º, Valtteri Bottas (Alfa Romeo) 12º, Kevin Magnussen (Haas) 13º, Daniel Ricciardo (McLaren) 14º e Mick Schumacher (Haas) em 15º.

Daniel Ricciardo não consegue encontrar ritmo e fica fora do Q3 – Imagem: F1

O GP de Mônaco tem largada prevista para as 10h (horário de Brasília) e a previsão de chuva pode bagunçar as coisas.

Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.