Entre em contato conosco

Rally

QUINTERO ENVIADO DO CÉU, MARE DETERMINADO AO INFERNO

Publicado:

em

QUINTERO

FIM: RAMO VOANDO EM FORMAÇÃO

Ross Branch, que ficou em terceiro ontem, partiu do mesmo ponto esta manhã e alcançou Konrad Dąbrowski (Duust Rally) e Aaron Mare, que estavam muito interessados em acompanhar o líder. Branch, um ás da navegação, cuidou do plano de voo até o pouso, o que permitiu ao seu companheiro e ao seu oponente polonês focarem em suas pilotagens e igualarem o ritmo dele nas dunas. O botswanense triunfou pela segunda vez, seguindo seu sucesso no prólogo. O Capitão Branch não conseguiu alcançar a velocidade necessária para voar à frente de seus passageiros. O “Ferrari do Kalahari” está mais de quarenta minutos atrás de seu companheiro de equipe Aaron Mare na classificação geral, com dois dias pela frente. O piloto da Hero factory foi realista sobre suas perspectivas no bivaque: “Vamos tentar conquistar alguns pontos no campeonato. Meu companheiro de equipe também está liderando a corrida, vamos garantir o melhor resultado possível para a equipe”. Em outras palavras, Branch precisa ajudar Mare a defender a estreita liderança sul-africana de 4’46” sobre Dąbrowski. Uma vitória para Mare seria o primeiro triunfo da fabricante indiana W2RC, enquanto o quarto lugar geral de Branch – segundo entre os inscritos no Rally GP – permitiria ao vice-campeão do Dakar assumir a liderança no campeonato mundial. Jean-Loup Lepan (Duust Rally) ocupa o terceiro lugar, a 20’19”.

Abdulaziz Ahli agora tem um caminho ainda mais claro para a vitória na corrida de quadriciclos. Kamil Wiśniewski (Orlen) abandonou a especial após quebrar seu laço traseiro. O emiradense conquistou sua terceira vitória consecutiva de estágio e ampliou sua liderança geral sobre o polonês e Hani Alnoumesi.

FIA: FOGO E ENXOFRE

Depois de uma tempestade que encharcou o bivaque durante a noite, o estágio 3 seguiu com um estrondo 59 km na especial. Encalhados em um oco, Nasser Al Attiyah e Édouard Boulanger tiveram que cavar seu Hunter sem a ajuda de seus macacos hidráulicos, que não serviam para essa situação. Foram necessários 20 minutos para os líderes gerais trabalharem com pás e placas para sair desse dilema. Os rivais do campeão mundial logo foram informados da oportunidade diante deles. Juan Cruz Yacopini (Overdrive Racing) foi o primeiro a aproveitar. O argentino, terceiro no geral no início, passou para a liderança virtual no próximo ponto de controle. No entanto, no km 180, o piloto de Mendoza bateu na traseira de Martin Prokop (Orlen Jipocar) no pé de uma duna. Na verdade, o piloto tcheco já estava tentando se mover após Denis Krotov (Overdrive Racing) colidir com ele. A reação em cadeia custou vinte minutos a Yacopini, junto com suas esperanças de vencer a etapa e o título. Foi uma bênção para os dois novatos da Toyota Gazoo Racing, Lucas Moraes e Seth Quintero, que assumiram a liderança no dia e na classificação geral virtual. Na chegada, o americano registrou o tempo mais rápido, a primeira vitória de sua carreira no Ultimate em seu segundo rally-raid na categoria. A Hilux brasileira cruzou a linha de chegada literalmente em chamas. Felizmente, a equipe conseguiu escapar no último minuto. Embora mais tarde tenham sido creditados com o quarto tempo do dia, 1’37” atrás de Yazeed Al Rajhi (Overdrive Racing) e 5’18” atrás de seu companheiro de equipe Guerlain Chicherit, suas esperanças de continuar na corrida foram por água abaixo junto com seu veículo. Em seguida veio Nasser “Al Ataque”, que culminou uma incrível recuperação com o quinto lugar na etapa, 12’51” atrás. Seth Quintero assumiu a liderança da ADDC com 1’10” de vantagem sobre Nasser Al Attiyah, que viu seus próprios problemas compensados pelas reviravoltas de Moraes e Yacopini. Yazeed Al Rajhi está em terceiro, a 4’56”, seguido por Guerlain Chicherit a 10’50”. Foi uma etapa insana que abalou as perspectivas de título de Quintero, Al Attiyah, Al Rajhi e Chicherit.

Rokas Baciuška e Austin Jones (Can-Am Factory) mantiveram a liderança na Challenger com 7’08” de vantagem. Embora isso não seja excepcional na ADDC, vale ressaltar que os dois colegas de equipe ocupam o quinto e sexto lugares no geral na classificação da FIA. Yasir Seaidan (MMP) saiu vitorioso da especial SSV. O saudita está na liderança do ranking W2RC com 15’06” de vantagem sobre Sebastián Guayasamín (FN Speed) e uma hora sobre Rebecca Busi (OnlyFans Racing).

Via assessoria de comunicação WORLD RALLY-RAID

Foto:  A.S.O./B.Roux/DPPI

Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.