Entre em contato conosco

Automobilismo

Com 112 pontos em jogo, rodada dupla da Stock Car no Velopark fecha primeira metade do campeonato

Publicado:

em

Shell Racing José Mario Dias

Shell é destaque do início da temporada: Ricardo Zonta vem de vitória e é oitavo nos pontos, com Átila Abreu em 14º e Galid Osman em 20º

Compartilhe esta publicação

Depois de mais de 40 dias de espera, a Stock Car volta a ação neste fim de semana com uma rodada dupla no Velopark. A passagem da categoria pelo mais curto e travado circuito do ano, em Nova Santa Rita (RS), vai distribuir pontuação recorde em 2022. Esta é a primeira das duas rodadas duplas da temporada, com uma etapa programada para sábado e outra para domingo. Com quatro provas e nada menos que 112 pontos em jogo, os pilotos Shell sabem que um fim de semana consistente será fundamental para suas ambições no campeonato.

A temporada chega à metade no circuito gaúcho, que ainda não recebeu a geração atual dos carros da principal categoria do Brasil. A última passagem da Stock Car pelo Velopark foi em 2019 e, no ano seguinte, a categoria alterou seu pacote técnico com a chegada da Toyota e a adoção da carroceria dos carros de linha, tanto para o Corolla quanto para o Chevrolet Cruze.

Com apenas dois treinos livres na sexta-feira e cronograma bem apertado com um breve warmup, quali e corrida nos dois dias do fim de semana, pilotos, engenheiros e mecânicos têm pela frente dias de trabalho frenético no Sul.

Além de buscar a melhor performance já que cada fração de segundo é decisiva na pista de 2.278 m, será fundamental finalizar a jornada no sábado com o carro íntegro, já que o intervalo para reparos até a etapa de domingo é bem apertado –cerca de 18 horas, contra os 47 dias transcorridos entre as etapas 4 e 5.

Diante de tamanhos desafios o trio da Shell desembarga otimista, já que tanto a experiência de todos os pilotos com mais de uma década de Stock Car quanto o repertório vencedor das equipes Shell-RCM e Shell V-Power prometem fazer a diferença no Velopark.

Ricardo Zonta chega embalado por uma vitória na etapa passada no Velocitta com o Toyota Corolla #10 e aparece em oitavo na tabela de pontos. Vice-campeão em 2020, o competidor paranaense foi segundo colocado na penúltima passagem da categoria pelo Velopark, em 2018.

Átila Abreu já fez pole e vitória no travado circuito e figura em 14º na pontuação com o Chevrolet Cruze #51. Especialista em traçados exigentes como o desta rodada dupla, o competidor sorocabano garantiu em 2015 o prêmio de melhor ultrapassagem da temporada da Stock Car justamente no Velopark, quando deixou para trás nada menos que cinco oponentes na curta reta dos boxes com uso do botão de ultrapassagem.

Seu companheiro, Galid Osman, abriu a temporada com vitória na Corrida de Duplas em Interlagos com o Chevrolet Cruze #28 em parceria com Enzo Elias. Depois enfrentou problemas no equipamento, que o afastaram do top10. Galid é hoje vigésimo nos pontos e sabe que no Velopark, palco de sua primeira vitória na Stock Car em 2014, terá plenas condições de voltar a pontuar bem para fechar a primeira metade da temporada na parte de cima da tabela.

As quatro corridas do fim de semana têm transmissão dos canais Band e Sportv, sendo que esta transmite também os treinos classificatórios.

O que eles disseram:

“O Velopark tem o traçado mais curto de todo o campeonato, com apenas 2.278 metros de extensão. Com isso, os tempos na classificação prometem ser muito equilibrados. A pista tem dois bons pontos de ultrapassagem, na reta dos boxes e na reta oposta, além de “esses” de média e um cotovelo. Temos um bom retrospecto lá, onde já subimos no pódio. É o traçado mais curto da temporada, com duas retas e dois trechos mistos de baixa velocidade com freadas muito fortes, exige muita técnica. O essencial é já nos primeiros treinos definirmos uma boa estratégia e com isso fazermos uma boa classificação para buscar as primeiras posições no grid”

Ricardo Zonta

“O Velopark volta à Stock Car. É uma pista legal, curta, onde a estratégia faz a diferença, porque é o pitlane mais longo da temporada. Então é um aspecto para ficarmos atentos para o momento de cumprir a parada obrigatória nas corridas. É uma pista onde não andamos no ano passado e os tempos sempre ficam muito apertados. É uma etapa para voltar a brigar pelo pódio e somar bons pontos. Ainda não conseguimos a melhor performance no quali e nosso foco deverá ser este, pois temos duas oportunidades agora para fazer as coisas darem certo.”

Átila Abreu

“Minha primeira vitória na categoria foi nesta pista e estou animado em voltar ao Velopark. Sempre andei bem nesse autódromo, em todas as categorias. Então acho que vai ser um fim de semana muito bom”

Galid Osman

Stock Car – Etapas 5 e 6 – Velopark

Sexta-feira, 1º de julho

09:00 – 09:10 – Shakedown

12:00 – 12:30 – Treino livre 1 – Grupo 1

12:40 – 13:10 – Treino livre 1 – Grupo 2

15:25 – 15:55 – Treino livre 2 – Grupo 1

16:05 – 16:35 – Treino livre 2 – Grupo 2

Sábado, 2 de julho

08:30 – 08:40 – Warmup

09:15 – 10:00 – Quali – Etapa 5

14:10 – Corrida 1 – 30 minutos +1 volta

14:48 – Corrida 2 – 30 minutos +1 volta

Domingo, 3 de julho

09:00 – 09:10 – Warmup

09:45 – 10:30 – Quali – Etapa 6

14:10 – Corrida 1 – 30 minutos +1 volta

14:48 – Corrida 2 – 30 minutos +1 volta

Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.