Entre em contato conosco

Brasileirão

Sem essência, futebol e caráter

Publicado:

em

Compartilhe esta publicação

Que fácil tem sido decifrar o Inter nos últimos tempos. O mais puro cheiro de fracasso, incompetência, frase de efeito, postagens de redes sociais e dentro de campo que é bom: Nada. Internacional nada é o ambiente de vestiário e seus comandados. Caixa de som alta, sorrisinho pra foto, pois irá para as mídias do clube e tem de fingir não estar com o sorriso amarelo, pra não deixar mais nítido que o habitual o teor de acomodação. No entanto, só quando ganha, não é?! Pois quando perde, empata, o dia seguinte é cara fechada, poucas palavras e expressões.

Elenco doutorado a derrubar treinador tal qual procura evolução de rotina, planejamento e gestão de grupo, perdeu mais uma partida dentro de casa. Aos 2 minutos de jogo, a luta não é para olhar o topo, G4 e arredores, meio de tabela e juntando os 48 pontos para não mirar o descenso é a realidade. Estou sendo legal ainda.

Patrick e a displicência desde o retorno, 0 agregação. Foto: Ricardo Duarte/Internacional.

Perguntar não ofende:

Cadê os reforços?

Paulo Bracks está proibido de exercer sua profissão?

O que ainda faz João Patrício Hermann no Internacional?

E o Dubin, ele TRABALHA?

TEREMOS LIMPA NO ELENCO?

Recordo muito bem de as lives em época de eleição colorada, falava-se muito em ciência de dados, cuidados, valores e oportunidades para a base. Tempo de trabalho e respaldo para o técnico que viesse. Até agora não se viu nada, longe de mim ser imediatista, só que assim; queimaram cartuchos torrando dois técnicos promissores com sucesso na América do Sul, não enxergamos um posicionamento do corpo diretivo tratando-se de reforços, dispensas, não escutamos nada que sirva de um alento de conforto para o torcedor colorado. Os peladeiros pouco se importam com o psicológico do torcedor. Seguiremos amando, defendendo as cores e vestindo o manto alvirrubro. Sem receber um tostão furado, sem receber tampouco “muito obrigado, lutaremos por vocês”.

Falta caráter para os ditos “jogadores”, respeito com a camisa e a essência de atuais gestores entenderem o real significado e tamanho da instituição Sport Club Internacional.

Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *