Entre em contato conosco

Fórmula 1

Pérez vence GP de Mônaco com trapalhada da Ferrari

Publicado:

em

Compartilhe esta publicação

Há muitos anos que o GP de Mônaco não entrega grandes emoções com muitas ultrapassagens em pista, daqueles GPs que comentamos após vários dias sobre disputas perdidas/ganhas, estratégias diferenciadas e, por que não, barbeiragens de pilotos, time e comissários e, podemos dizer que ano esta não foi nada diferentes dos 20 últimos GPs.

Foi uma corrida burocrática que até teve princípios de emoção com o início disputado em pista molhada mas após algumas voltas em ritmo lento, todos os pilotos se acostumaram com as condições de piso molhado e o famoso trenzinho se estabeleceu até que a pista secou e tudo se decidiu no pitlane.

Vamos do início. O GP de Mônaco foi atrasado em mais de uma hora devido as fortes chuvas que estavam caindo na região e, sem condições de se quer iniciar a corrida atrás do Safety Car, foi acionada a bandeira vermelha para aguardar até que a chuva cessasse.

GP de Mônaco atrasado devido às fortes chuvas

Tão logo foi iniciado o GP em fila indiana, todos os pilotos se mantiveram nas posições originais até que a natural secagem da pista foi acontecendo e as trocas de pneus de chuva molhada para intermediários começou a ocorrer.

Neste momento era muito incerto se iria chover novamente em alguns minutos ou se o tempo iria abrir, isso obrigou aos times de ponta apostarem em ficar na pista algumas voltas a mais com o pneu de chuva extrema enquanto os demais apostavam na troca imediata para pneus intermediários. Essa dúvida foi tão difícil de ser resolvida que antes mesmo dos top 4 (Leclerc, Sainz, Pérez e Verstappen) trocarem seus pneus, já tinha piloto arriscando pneus secos e, foi neste momento que a grande e saudosa Ferrari acabou com a corrida de seus dois pilotos.

Sainz já tinha avisado seu engenheiro que partiria logo para o pneu de pista seca, ou seja, não utilizaria os intermediários devido a rápida secagem da pista. Leclerc liderava com certa tranquilidade, com cerca de 5 segundos para seu companheiro de equipe e, como não tinha nada a perder, a RBR saca os pneus intermediários para Pérez que volta a pista andando muito rápido.

Pérez e RBR apostam nos pneus intermediários

Ferrari, tentando cobrir a jogada da RBR, chama Leclerc para os boxes para colocar os intermediários. Na volta a pista já esta bem atrás do Mexicano e a corrida já estava perdida ali, uma vez que em ritmo ambos os pilotos estavam equilibrados.

Sainz para logo depois para colocar os pneus para pista seca, que já se mostravam mais rápidos que os inters em conjunto com Leclerc. Pérez e Max param juntos e a nova ordem da corrida esta estabelecida. Pérez, Sainz, Max e Leclerc foram os 4 primeiros respectivamente. A Ferrari acabou com a corrida de Leclerc e deixou Sainz sem qualquer chance de disputar a liderança com Pérez.

O destino sorriu para a dupla da Ferrari quando Mick Schumacher acabou com sua Haas na chincane rápida do circuito monegasco após errar a tomada da curva e colocar seus pneus na parte molhada da pista. Piloto OK e bandeira vermelha acionada para reparos na barreira de pneus.

Mick Shumacher bate forte e causa bandeira vermelha

Na volta a pista, ambos os pilotos da RBR com pneus Macios e os pilotos da Ferrari de pneus duros. Mais uma vez, a Ferrari aposta errado e deixa seus pilotos apenas comboiando os carros taurinos até o final de prova.

O que era para ser 1-2 tranquilo da Ferrari, se tornou 2-4 na pior combinação para o campeonato de pilotos. RBR e Pérez vencem de forma brilhante, aproveitando as oportunidades e jogando muito com a cabeça dos italianos que parecem estar sem saber o que fazer. Max amplia sua liderança e parece só depender dele mesmo, sendo bastante regular, para ganhar o bicampeonato.

Pérez leva o carro até o fim da corrida em primeiro seguido de perto por Sainz

Ferrari vai ter 2 semanas para colocar a casa em ordem e deve mudar seu pensamento conservador para ganhar as próximas etapas que, são bastante favoráveis aos seus rivais.

No mais, a se destacar um grande resultado para George Russel que, novamente, garante um Top 5 e Lando Norris no sexto lugar tirando leite de pedra com a volta mais rápida registrada na corrida deste fim-de-semana.

Segue abaixo resultado final do GP de Mônaco:

Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.