Entre em contato conosco

Libertadores

Inter estreia na Libertadores com revés na bagagem

Publicado:

em

Compartilhe esta publicação

 Inter não foi eficiente e sequer merecedor de vencer na Bolívia, muito além de a altitude, a postura exposta em campo foi NADA agradável. O score comprova, as estatísticas infelizmente comprovam o dobro. Time escalado, as substituições e o futebol precário ao ver deste que vós fala. Miguel errou a mão, a noite para os colorados foi péssima. E agora, espernear e fazer crise? Dar chilique? NÃO!

 Caro torcedor imediatista, saudosista, amante de retranca, amantes de o  jogo por uma bola só… Sem terra arrasada. Pedir evolução de um trabalho com menos de 2 meses é ser imbecil, lunático. E quanto não houver o próximo jogo, esta derrota fará o torcedor delirar e todos nós estamos cientes e conscientes.

 Eventualmente citar os “Millionarios” constantemente elogiados.

O desenvolvimento futebolístico a chegada de Gallardo em 2014. Consequência foi a Sul-Americana conquistada em 2014. Em seguida Copa Libertadores de 2015; 2016 Recopa Sul-Americana e o resto é história e todos a conhecem. Inclusive desfilando em pleno Santiago Bernábeu, em Madrid, na Espanha.

Passou fome, coitado. Foto: Ricardo Duarte/Internacional

                             UM DESABAFO

Gritar por resultado de imediato é carregar o pensamento mágico de gestões, as quais mancharam sua história e o currículo do clube, causando a queda do Inter para o descenso. O escândalo do dia é a volta de Abel Braga, nas redes sociais, desde páginas de torcedores, grupos, interatividade em programas esportivos.

 A falta de raciocínio ultrapassa qualquer passionalidade. Permitam-me refrescar suas respectivas memórias: O alvirrubro deixou de vencer jogos sob o comando do campeão mundial Abelão, por retranca fazer gol e recuar e boa parte entregando jogos. Sport Recife que diga, não é mesmo?!

 Em outras palavras: Deixem o homem trabalhar!

Critique quando houver RAZÃO para criticas. O score, as estatísticas, tudo deu errado e tem de ser reparado e orientado SIM. Por fim blindar o treinador perante este começo de trabalho, ter a mesma paciência equivalente a que tiveram com Abel e Odair. E não, não iremos para frente se houver esboços de saudades em jogar por uma bola, recuadas. Repensem seus conceitos, caro torcedor.

A próxima partida na libertadores será contra o Deportivo Táchira, no Beira-Rio, na próxima terça-feira às 21h30, pela segunda rodada.

 

Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *