Entre em contato conosco

Estadual

Estamos na final!

Publicado:

em

Compartilhe esta publicação

É inicio de trabalho e conseguimos ver mudanças no estilo de jogo do Grêmio, algumas boas e outras nem tanto e após vencer o Caxias por 2 a 0 e carimbar vaga para grande final do campeonato gaúcho vou tentar explicar o que mudou nesses 5 jogos do novo comandante gremista. Óbvio que não foram alterações radicais até porque o trabalho anterior foi longo e na sua maior parte vitorioso, mas hoje já conseguimos identificar um pouco de Tiago Nunes no time do Grêmio.

Começo falando pelos pontos positivos, marcação alta, intensidade com e sem a bola, triangulações com no máximo 2 toques na bola, jogadas verticais, infiltrações, agressividade e uma compactação defensiva um pouco melhor quando o time perde a bola, porém com alguns defeitos pelos lados do campo e ao meu ver o nosso principal problema a marcação por zona na bola parada defensiva, lembrando que ficamos quatro anos e sete meses com a marcação individual na bola aérea defensiva então mudar não é algo da noite para o dia e no meu ver nem era para ter sido mudado, mas já que foi é saber que vamos sofrer nesse período de transição e também entender que caso não funcione bem voltar para o sistema anterior não é demérito é virtude. Outro fator interessante no time é o preparo físico que vem evoluindo e colocando o grupo na condição ideal jogo após jogo, Reverson Pimentel muito obrigado por recuperar o que o “Tailandês” estragou.

Outro ponto importante é que o time busca sempre o gol a nossa posse de bola não é mais aquela posse pro lado, sem precisão é hoje uma posse de bola aguda buscando agredir o adversário culminado com a marcação alta ao perder a bola, lógico que isso acaba abrindo espaços no meio, mas repito com o tempo tudo vai se ajustando e tenho certeza que o Grêmio e o professor Tiago Nunes vão chegar no caminho certo, entre jogadores experientes, jogadores da base, até porque reforços bom isso eu só acredito após a apresentação, antes disso tudo não passa de especulação .

Mas para finalizar, queria destacar também a modo que o time joga, comparando com a formação tática do Renato Portaluppi que era uma primeira linha de quatro, dois volantes, um meia centralizado, dois pontas e o centroavante, mas ai vocês vão me dizer André o Tiago usa o mesmo esquema tático, e eu vou responder, não o nosso novo comandante adota uma primeira linha de quatro com um volante fixo na frente dos dois zagueiros um volante aberto pela direita com liberdade de movimentação para o meio e outro pela esquerda com essa mesma liberdade, além dos pontas bem espetados e o centroavante que tem uma função específica de voltar e abrir muito os espaços para os laterais, pontas e meio campistas.

Saudações tricolores, André Soledar!

Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *