Entre em contato conosco

Copa do Brasil

Colorado estreia com pé direito na copa do Brasil

Publicado:

em

Compartilhe esta publicação
Vai falar o que? Vai falar nada. É o Inter. Foto: Ricardo Duarte/Internacional


Outra vitória em casa e a gauchada de vermelho segue 100% dentro de casa, contando as diferentes competições que estão em disputa no ano. 

Em uma noite chuvosa e com o tempo um pouco mais baixo que nos últimos dias, o colorado estreou na copa do Brasil com o pé direito. É sério, com o pé direito mesmo. Paolo foi o responsável por iniciar a jogada, em que o próprio finalizou com muita categoria e categoria certeira. Tocou para Andrés D’Alessandro, o “véinho” girou de canhotinha, com perna direita (dizem que ele só utiliza para subir escada) meteu o passe rasteiro para Nico, também de direita escorou para Paolo, que dominou, tirou do adversário e concluiu. Gol de quem voa desde Peru, Argentina, Uruguai e retornando ao Peru. Sem sair do Brasil, sem sair de Porto Alegre aos 24M/1T. Soube fechar o primeiro tempo sem levar sustos. 

Teve o gol adversário, após a falha de posicionamento de Victor Cuesta, necessita visualizar e corrigir um pouco a bola aérea defensiva. Algo tal qual, vem preocupando, fora os “tilts” durante o início da etapa complementar, ou talvez este que está por escrever é quem esteja parecendo chato. Cruzamento de Bruno Collaço. Testaço de Micael aos m/2T. Nada que pudesse assustar, pois estávamos em casa e quem tem casa é quem manda e desmanda. 

Em duas cobranças de bola parada, escanteios os vermelhos acharam a maneira que fecharia a conta e teria a fatura liquidada. Cobrança de D’Ale, desvio de Emerson Santos, Lindoso aos 11m/2T foi o bicho do papão e ele, de novo, encerrou o papo aos 33 da reta final. Habemus camisa 9, Paolo Guerrero. 

Quarta-feira (29/05) tem mais, no Estádio do Mangueirão contra o Paysandu. 

FICHA TÉCNICA

Internacional (3): Marcelo Lomba; Zeca (Guilherme Parede), Emerson Santos, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Lindoso, Edenilson e Nonato; D’Alessandro (Rafael Sobis), Nico López (Sarrafiore) e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann

Paysandu (1): Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Jhony Douglas, Thiago Primão (Tiago Luis), Marcos Antônio e Uchôa; Diego Rosa (Vinícius Leite) e Nicolas (Paulo Henrique). Técnico: Léo Condé

Gols: Guerrero, aos 24’/1T e 33’/2T, e Rodrigo Lindoso, aos 11’/2T (I); Micael, aos 2’/2T (P)

Local: Beira-Rio

Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araujo, auxiliado por Miguel Caetano Ribeiro e Bruno Salgado (SP)


  Hugo Severo 

Twitter: @hugosevero1909
Compartilhe esta publicação
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.